Benefícios da STS para Serviços Públicos
 

Porque devem os Serviços Públicos insistir na compatibilidade STS por parte de fornecedores de electricidade e de sistemas de vendas?
 

A Especificação-Padrão de Transferências oferece inter-operacionalidade, ou seja, operacionalidade entre quaisquer fornecedores de electricidade e sistemas de vendas de electricidade, seja qual for a entidade que tenha fornecido o equipamento. Para usarem equipamento compatível com a STS os Serviços Públicos não necessitam de uma licença STS, mas o fornecedor terá de ser titular dessa licença STS, e ao equipamento utilizado deve ter sido atribuído um Certificado de Compatibilidade STS.
 

O sucesso granjeado pela STS reside no seguinte: ser uma especificação internacionalmente reconhecida; ter sido publicada como Padrão Internacional pela IEC em 2007; ser um padrão aberto; permitindo que o equipamento de qualquer número de fornecedores seja integrado num sistema de vendas de electricidade compatível com a STS; ser também um padrão seguro – a tecnologia de encriptação provou já ser extremamente robusta; trata-se ainda de uma especificação apoiada por especificações complementares; serve para contadores de pré-pagamento e de vendas; é de simples utilização para clientes.

Especifique sempre em concursos públicos que os contadores de pré-pagamento e sistemas de vendas devem contar com o Certificado de Compatibilidade STS, e que se exige que os vendedores apresentem cópias de certificados de compatibilidade juntamente com a documentação da sua oferta a concurso. Para a validação do certificado de compatabilidade pode consultar a lista de produtos certificados neste website.